Rcodp

Tratamento de mordida aberta com intrusão de dentes posteriores com miniplacas: relato de caso

Camila de Sousa DARDENGO, Raphael Castiglioni COSER

INTRODUÇÃO: O presente artigo relata o caso clínico de um paciente com face simétrica, perfil reto e má oclusão de Classe I de Angle, com mordida aberta anterior e posterior. As medidas cefalométricas revelam que o paciente apresentava Classe I esquelética (ANB = 20 ) e eminente padrão Classe III, justificado pela medida de Wits = -5mm. O paciente se queixava da estética do sorriso e da dificuldade de corte e mastigação de alimentos, devido à falta de contato dos dentes anteriores, mas não queria se submeter à cirurgia ortognática para correção da mordida aberta. DESCRIÇÃO: Foi proposta a instalação de miniplacas na região da crista infrazigomática, para intrusão dos dentes posteriores e fechamento da mordida. Com a rotação mandibular, a Classe III tornou-se mais evidente, fazendo-se necessário o uso de elásticos com orientação de Classe III para se obter adequada relação oclusal. RESULTADOS: Os resultados obtidos foram o fechamento da mordida aberta, a manutenção da Classe I de molares, com guias de desoclusão e a manutenção da estética facial. CONCLUSÃO: A ancoragem esquelética tornou possível o tratamento de casos de complexidade moderada de mordida aberta, que antes eram tratados com cirurgia ortognática.

Palabras Clave: Má oclusão. Intrusão dentária. Mordida aberta.

Cómo citar: Dardengo CS, Coser RC. Tratamento de mordida aberta com intrusão de dentes posteriores com miniplacas: relato de caso. Rev Clín Ortod Dental Press. 2020 Abr-Maio;19(2):141-9.

lunes, 18 de octubre de 2021 15:09