Rcodp

Tratamento da má oclusão de Classe II com padrão vertical de crescimento com mini-implante na região da crista infrazigomática

Patricia Fabíola Lizarelli BENTO, Eduardo MACLUFFILHO, Claudio Rodrigues AZENHA, Pedro Medeiros MERHY

INTRODUÇÃO: o tratamento da Classe II com padrão vertical de crescimento sempre foi um grande desafio para o ortodontista. Nos últimos anos, as mecânicas intrusivas ancoradas em miniplacas ou em mini-implantes vêm ganhando expressão e se tornando cada vez mais populares, devido à praticidade e à eficiência provenientes da ancoragem esquelética. DESCRIÇÃO: a Classe II vertical é marcada pelo envolvimento da maxila que, ao crescer verticalmente de forma excessiva, desloca a mandíbula para baixo, induzindo-a a uma rotação horária capaz de criar uma relação de Classe II dentária e esquelética. No presente artigo, discutiremos o uso de mini-implante inserido na crista infrazigomática para tratamento de paciente com Classe II vertical, por meio da intrusão da região dos molares superiores. RESULTADOS: essa técnica extra-alveolar, viabilizando a intrusão dentária, provoca a rotação mandibular no sentido anti-horário, pois elimina o fulcro posterior. CONCLUSÕES: a técnica é bastante eficaz, porque permite alcançar resultados satisfatórios com mínima colaboração do paciente.

Palabras Clave: Procedimentos de ancoragem ortodôntica. Ortodontia corretiva. Má oclusão Classe II de Angle.

Cómo citar: Bento PFL, Macluf-Filho E, Azenha CR, Merhy PM. Tratamento da má oclusão de Classe II com padrão vertical de crescimento com mini-implante na região da crista infrazigomática. Rev Clín Ortod Dental Press. 2020 Abr-Maio;19(2):84-99.

lunes, 18 de octubre de 2021 15:10